Margem e Markup: entenda suas diferenças e como calculá-las
Menu do Site
Copyright MicroUniverso 2017
Margem e Markup: entenda suas diferenças e como calculá-las
1795
post-template-default,single,single-post,postid-1795,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,no_animation_on_touch,qode_grid_1300,side_menu_slide_from_right,footer_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive
 

Margem e Markup: entenda suas diferenças e como calculá-las

Margem e Markup: entenda suas diferenças e como calculá-las

Uma gestão financeira eficiente perpassa uma série de conceitos importantes que, quando aplicados, são capazes de trazer diversos benefícios para a lucratividade do negócio. Por isso, é fundamental que os gestores avaliem de que forma podem implementá-los e, principalmente, saber o que são e como calcular os principais indicadores financeiros.

Dois importantes a serem avaliados são a margem de lucro e o markup. É fundamental saber como funciona cada um deles e como utilizá-los de forma adequada em suas rotinas. Eles são fundamentais, por exemplo, para a definição de precificação, um tema bastante importante para as organizações e que pode trazer uma série de dúvidas e questões.

Então vamos apresentar a você o que são esses dois conceitos, quais as diferenças entre eles e como calcular esses indicadores. Boa leitura!

O que é o conceito de margem de lucro?

A margem de lucro diz respeito a um indicador que está intimamente ligado ao lucro, pertencendo essencialmente ao setor financeiro. Ela se refere ao valor que o gestor do negócio tira para si pela compensação do seu trabalho, ou seja, a quantia de lucro real.

Outro nome comum para esse indicador é “lucro presumido”, já que diz respeito ao valor que os gestores financeiros determinam, previamente, para que determinado produto ou serviço reverta em rentabilidade para a organização.

O que é o conceito de markup?

O conceito de markup (em tradução literal, “marcação”), essencialmente, diz respeito a uma operação contábil sobre o custo do produto. Ele é um dos aliados mais importantes para o estabelecimento do preço de um item ou serviço no mercado, sendo normalmente aplicado no mercado varejista.

Ele considera os gastos fixos, variáveis e, também, a margem de lucro estimada para o produto. Por meio dele, é possível definir um valor que cubra todos os gastos para a produção do item ou prestação do serviço e assegurar a margem de lucro definida anteriormente.

Quais as diferenças entre os dois termos?

A margem de lucro diz respeito à representação do percentual de lucro líquido sobre a produção do produto. Seu cálculo, via de regra, é realizado sobre o preço de venda e não sobre o custo de produção.

Já o markup é um índice utilizado, normalmente, para avaliar se o preço do item ou do serviço está dentro dos valores ideais ou, caso contrário, quais alterações devem ser realizadas para atingir o valor ideal. É uma forma de determinar o preço considerando o quanto se quer obter de lucro no processo final.

Ainda não está muito claro? Então, vamos a outra forma de diferenciar os dois termos: o markup é um indicador, calculado em percentual, que auxilia a formar o preço de venda. Já a margem de lucro é um valor absoluto, cujo cálculo é feito com o preço de venda já formado, mostrando qual foi a rentabilidade obtida.

É importante deixar bem claro, para que não ocorra nenhum tipo de confusão, que margem de lucro e markup não dizem respeito a mesma coisa, por mais que algumas pessoas que não são da área tenham dificuldade em fazer essa diferenciação, podendo cometer erros na avaliação de ambos. Essas diferenças ficam mais claras ainda quando mostrarmos, a seguir, de que forma são realizados cada um dos cálculos.

Como calcular a margem de lucro?

A margem de lucro representa o valor final de rentabilidade e, portanto, precisa considerar todos os custos envolvidos no processo produtivo. Então, antes de realizar essa contabilização, deve fazer o levantamento de tudo que impacta, de forma direta ou indireta, a elaboração do produto ou a prestação do serviço.

Considera-se, assim, variáveis como:

  • valor das vendas;
  • despesas variáveis;
  • custos variáveis.

Sendo assim, a fórmula será:

Margem de lucro: (receita líquida – custos operacionais) / receita líquida

Como calcular o markup?

O markup deve considerar, em seu cálculo, uma série de questões que implicam no preço da mercadoria. As variáveis envolvidas são:

  • preço de venda da mercadoria;
  • comissões que precisem ser pagas (por exemplo, o valor direcionado para os vendedores de acordo com a conversão);
  • impostos e tarifas sobre a venda;
  • custos fixos;
  • lucro.

Todos esses pontos precisam ser considerados, pois, impactam diretamente o valor de venda. Ele pode ser calculado de duas formas: o markup multiplicador e o markup divisor. Veja o cálculo dos dois a seguir.

Markup multiplicador: 100 / [100 – despesas variáveis + despesas fixas + margem de lucro presumida]

Nesse caso, após encontrar o índice, é preciso que ele seja somado ao indicador Custo de Mercadoria Vendida (todo gasto realizado para a produção, armazenamento, transporte, impostos, entre outros) para que se encontre o valor final do item.

Nesse caso, é importante lembrar de que, como o markup multiplicador é um índice, todas as variáveis do cálculo (despesas fixas, despesas variáveis e lucro presumido) devem ser inseridos em percentuais para maior exatidão.

Markup divisor: custo do Produto / [1 – despesas variáveis + despesas fixas + margem de lucro presumida]

No caso do markup divisor, as variáveis não serão valores percentuais e, sim, números fracionados.

Um ponto importante a ser ressaltado é que esses valores não necessariamente serão fixos a cada mês. Isso porque alguns custos são variáveis. Por exemplo, os gastos com energia elétrica ou consumo de água podem variar, determinados insumos podem sofrer variedade no valor, entre outros pontos.

Se há volatilidade em alguns dessas variáveis (é o caso, por exemplo, de quem trabalha com insumos perecíveis, que podem sofrer mudanças nos valores ao longo do tempo), isso pode impactar a estimativa de lucro.

Por isso, o cálculo do markup é essencial para ter uma boa estimativa da média dos valores, podendo estipular um valor mínimo e máximo a ser alcançado para não gerar problemas na rentabilidade do negócio.

É fundamental acompanhar esses dois indicadores constantemente, bem como as variáveis as quais eles são atrelados. Isso porque, caso deixe de lado essa avaliação, você poderá perder oportunidades de crescimento de lucro e, até mesmo, se aproximar de um patamar de prejuízo para seu negócio. Assim, a margem de lucro e o markup oferecem maior segurança para os cálculos financeiros de sua empresa. Então, não deixe de verificá-los periodicamente, ok?

Acompanhe mais dicas que podem ser úteis para ajudar o seu negócio a crescer. Confira 8 dicas para aumentar a lucratividade da sua empresa.