Menu do Site


Copyright
MicroUniverso 2020

Visual merchandising: o que é e como fazer? Entenda aqui
1918
post-template-default,single,single-post,postid-1918,single-format-standard,bridge-core-2.2.4,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,side_menu_slide_from_right,footer_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-21.1,qode-theme-bridge,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.1,vc_responsive
 

Visual merchandising: o que é e como fazer? Entenda aqui

Visual merchandising: o que é e como fazer? Entenda aqui

Um dos grandes desafios de muitas empresas, no setor de varejo, é diferenciar-se de seus concorrentes e garantir que seus clientes sempre voltem e, com isso, tenham a sua fidelidade. Um dos pilares para que isso comece a acontecer é a experiência de compra que o consumidor terá durante todo o período que estiver dentro de sua loja.

Nesse sentido, o visual merchandising surge como uma fonte transformadora no processo de compra com o objetivo de atrair o cliente e instigá-lo a comprar. Afinal de contas o que é visual merchandising? De maneira simples, são técnicas para estimular e otimizar a interação que o consumidor vai ter com os produtos que sua loja oferece, aumentando o volume de vendas e, consequentemente, os itens por atendimento e ticket médio.

Neste artigo, vamos apresentar dicas de como aplicar o visual merchandising em sua loja de material de construção para encantar seu cliente e ampliar seus lucros. Confira!

Conheça seu público

Esse é o ponto crucial do visual merchandising. Conhecer os hábitos de compra e entender suas necessidades é fundamental para começar a traçar suas estratégias, tornar os produtos mais atraentes e destacá-los dentro da área de vendas.

Encontre os produtos com mais apelo dentro da loja, por mais que não sejam os de maior valor, para chamar a atenção e convidá-los a entrar em seu estabelecimento ou direcioná-los dentro da loja. Se possível, deixe expostos e próximos outros itens que vão agregar valor à compra e aumentar os lucros.

Utilize a iluminação como um guia para o cliente

Uma iluminação bem pensada e elaborada tem um grande poder de atração no consumidor. Sendo assim, abuse da criatividade e utilize refletores que destaquem seus produtos.

Lembre-se sempre de direcionar para o objetivo e o público alvo. Tenha muito cuidado com os excessos para não gerar um efeito contrário. O objetivo da iluminação é criar um ambiente agradável e que estimule a atenção do consumidor. Utilize lâmpadas em LED, que são mais econômicas e contribuem para o controle de custos da empresa.

Evite sinalizar com excesso de informação

No varejo, a sinalização ajuda os clientes a transitar e encontrar o que precisam dentro da loja. Da mesma forma, a exposição dos produtos deve seguir essa ideia trazendo a sensação de organização e acessibilidade.

Sendo assim, principalmente quando quiser comunicar ofertas e promoções, opte por materiais (tags, testeiras, móbiles, etc) discretos e condizentes com o espaço disponível dentro da loja. A poluição visual desvia a atenção das pessoas, causa cansaço no cérebro humano e dificulta a tomada de decisão no momento de compra.

Conheça as zonas quentes da loja

A área de vendas é formada por zonas frias e quentes. As quentes são aquelas que, inevitavelmente, o cliente vai passar. Nesses locais, os produtos expostos terão maior visibilidade. Porém, não ignore os outros espaços da loja.

Uma dica de zona quente para utilizar na sua loja, são os caixas. Exponha nesses espaços os produtos com menor saída e promoções para estimular as compras não planejadas. Muitas vezes uma compra é por impulso. Cabe ao time de vendas explorar essas áreas, aumentar os itens por atendimento e incrementar o ticket médio da venda. 

Mantenha os produtos bem precificados

Com um atendimento de qualidade, o preço é um dos fatores que mais impactam a experiência de compra do cliente. Por isso, eles devem estar sempre muito bem visíveis e posicionados de maneira estratégica para facilitar a leitura do consumidor.

Nesse caso, o ideal é fixar as etiquetas com o valor e formas de pagamento (parcelamentos e desconto) do item no canto superior direito do produto. Isso porque, naturalmente nossos olhos são direcionados para esse ponto. Além de ser infração, de acordo com o Procon, a velha ideia que deixar sem precificar um item atrai o cliente não funciona e é uma estratégia negativa. 

Trabalhe o sensorial do cliente

Um ponto que deve ser explorado no seu organograma de visual merchandising é o sensorial do cliente. Investir em trabalhar os sentidos do consumidor promove, além de um ambiente agradável, uma experiência de compra que fará o cliente a voltar.

As dicas para otimizar o sensorial de seu público é manter uma música agradável, visualização dos itens de maneira organizada, limpeza dos setores da loja, possibilidade de pegar e manusear os produtos (isso gera sentimento de posse) entre outras que poderão ser empregadas de acordo com os hábitos dos seus consumidores.

Renove seu visual merchandising com frequência

No varejo, é comum que as pessoas passem ou entrem diariamente em sua loja. Com isso, conforme as semanas passam, o visual merchandising implantado acaba ficando desgastado e faz com que a atração do cliente diminua e a estratégia perca a eficiência.

Por esse motivo, é sempre importante renovar as exposições de mercadorias. Essa prática vai depender do comportamento de seus consumidores. Realizar essa troca de produtos em foco é essencial para manter aquela sensação de novidade no ar sempre. Com essa boa prática, o cliente se encantará.

Abuse da criatividade

Para um visual merchandising de sucesso, é necessário pensar fora da caixa. Para elaborar uma boa estratégia de exposição de seus produtos, explore temas pouco usuais. O comportamento típico de sua cidade ou um filme são bons exemplos.

Hoje, podemos contar com uma infinidade de ferramentas na internet que auxiliam na inspiração através de imagens. Elas contribuem para criatividade e auxiliam na decoração dos seus espaços. Uma boa dica é verificar com os representantes das marcas que estão na sua loja se eles disponibilizam materiais exclusivos que contribuam para sua ambientação. Pense nisso!

Por fim, investir em visual merchandising é uma maneira de tornar seu negócio mais atrativo e diferenciado perante a concorrência. Com essa iniciativa, as chances de promover experiência de compra, fidelizar e aumentar o número de vendas será maior, assim como a possibilidade de lucros

Gostou do nosso artigo? Então, assine nossa Newsletter e continue a receber conteúdos exclusivos!   

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.