Em 2020 começamos a adotar um novo sistema de pagamento e transferências que revolucionou a nossa forma para lidar com as finanças: o Pix. O objetivo dele é, justamente, facilitar as transações financeiras e, assim, garantir maior facilidade no dia a dia, trazendo as novidades da transformação digital para o varejo.

Além de ser vantajoso para pessoas físicas, o Pix para empresas também facilitou diversos processos. Mas por ser ainda relativamente novo, muitos gestores ainda possuem muitas dúvidas sobre ele e não sabem como implementá-lo em sua empresa.

É o seu caso? Então, continue lendo e veja como tirar suas principais dúvidas sobre o tema.

Preciso me cadastrar para usar o Pix na empresa?

Na verdade, não. As empresas não precisam gerar um “cadastro” para utilizar o Pix. Quem faz esse processo são as instituições financeiras, que viabilizam chaves para seus clientes. Então, quem vai fornecer esse acesso para você é o banco no qual há a conta do seu negócio.

O cliente também não precisa ter uma chave. Basta que ele acesse a conta da instituição financeira dele e selecione o pagamento via Pix. Prático para todas as partes.

Como fazer o QR Code para Pix?

Uma das maiores facilidades que o Pix trouxe foi finalizar os pagamentos por meio de QR Code. Isso vale tanto para as lojas virtuais quanto físicas. Pessoalmente, a pessoa pode apontar o celular para o QR Code e finalizar a compra, facilitando o processo de fechamento da compra, agilizando os processos. Já no ambiente virtual, basta que ela copie e cole o código do QR Code ou escaneie ele na tela do dispositivo para realizar a transferência.

Mas uma dúvida comum é: como gerar um QR Code do Pix? Você pode fazer isso por meio da sua instituição financeira, que realizará o processo pelo aplicativo. Contudo, ainda é possível realizar a automação do processo mediante o uso de soluções específicas e o API Pix, como veremos ainda neste artigo.

Para isso, é importante que você conheça os dois tipos de QR Code: o estático e o dinâmico. Vejamos a seguir as diferenças entre eles.]

  • QR Code Estático: o código é o mesmo, de forma que não precisa ser gerado um novo a cada transação financeira;
  • QR Code Dinâmico: é gerado um código por transação, de forma que sempre é atualizado de acordo com o pedido. Contudo, ele também vem com maior volume de informações para o cliente, como os valores de desconto, valor final do produto, data final de pagamento, entre outros.

O que é o Pix cobrança?

O Pix cobrança é uma forma oferecida para permitir um melhor gerenciamento das cobranças feitas pelo seu negócio, analisando as transações ocorridas. É uma ferramenta adicional e que é gerenciada por meio de instituições financeiras e fintechs, por isso é importante analisar se ela oferece essa possibilidade. Por meio dela é possível gerenciar cobranças relacionadas com:

  • pagamentos imediatos, realizados por meio de QR Code;
  • pagamentos que possuem vencimentos para data futura, verificando quando ocorrerá determinadas entradas, bem como analisar outros processos, tais como juros, multas e descontos.

Com isso, você consegue ter uma melhor gestão de recebíveis e, assim, garantir um fluxo de caixa e gestão fiscal mais eficientes. Bom, não é mesmo? É importante lembrar que essa é uma ferramenta opcional, ou seja, você não precisa, necessariamente, utilizá-la.

O que é a API Pix?

A API Pix é uma forma de integrar o pagamento via Pix no seu e-commerce e aplicativos próprios da empresa. Para entender melhor, vamos explicar o que é API. Esse termo é a sigla para Application Programming Interface, ou, em português, interface de programa da aplicação.

Essa interface permite que você permita o acesso de outros softwares e recursos àquela aplicação. Isso permite a integração entre o serviço Pix e diversas ferramentas. É por meio disso que torna-se possível, por exemplo, incorporar esse método de pagamento nas plataformas de e-commerce e garantir confirmação e liberação de pagamento de forma facilitada.

Assim, você não precisa liberar o uso da solução toda vez que for utilizá-la, facilitando o processo. Algumas das funcionalidades da API Pix são:

  • criação de processos de cobrança;
  • verificar a liquidação de um recebimento;
  • suporte a processos de reembolso de forma automatizada.

O Pix é seguro?

A resposta é: sim. Ele possui camadas de proteção para autenticação e, também, uso de criptografia para proteger as transações. O Pix é amparado por toda a segurança implementada pelo Banco Central, que implementa as medidas de proteção necessárias.

Contudo, mesmo assim podem acontecer eventuais fraudes e, portanto, é importante que você conte com sistemas que tenham mecanismos de barreira que permitam identificar essas questões e continuar proporcionando um bom atendimento ao cliente.

Como é feita a identificação do recebimento?

Essa é outra dúvida bem comum dos gestores. Toda notificação de pagamento é feita diretamente no aplicativo da sua instituição financeira, em tempo real. Como o Pix é uma transferência que cai automaticamente, você receberá o valor imediatamente.

Também é possível diferenciá-la de outras transações, pois ela é sinalizada como recebimento dessa natureza, diferenciando-a de demais transações. Mas sabemos que, por exemplo, para grandes e-commerces, acompanhar cada transação que cai em sua conta.

Nesse caso, a união com a API Pix poderá ser fundamental. Nesse caso, a integração pode ser feita com softwares de gerenciamento financeiro, de forma que você poderá acompanhar todas as atualizações em um dashboard, facilitando os processos.

Como começar a criar as chaves Pix na empresa?

Para criar as chaves Pix, novamente, isso é feito mediante o contato com a sua instituição financeira de confiança. Ao entrar no aplicativo e logar em sua conta Pessoa Jurídica, você deverá ir a área destinada ao Pix e realizar o cadastro de uma das chaves. Para isso, deverá optar por uma das quatro formas de identificação:

  • CNPJ;
  • e-mail;
  • número de celular;
  • chave aleatória (nesse caso, não fica exposta nenhuma informação pessoal).

Utilizar o Pix para empresas pode ser uma forma muito estratégica de facilitar pagamentos e minimizar cobranças de taxas que ocorrem, por exemplo, em outras formas de transação. Ele é prático, eficiente e o valor cai imediatamente após a confirmação. Com isso, você terá melhores benefícios na gestão financeira da empresa.

Ficou alguma dúvida sobre o uso do Pix nas empresas? Deixe nos comentários e responderemos para você!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.