Descubra como fazer prevenção de perdas e danos da sua loja de material de construção
Menu do Site
Copyright MicroUniverso 2017
Descubra como fazer prevenção de perdas e danos da sua loja de material de construção
1688
post-template-default,single,single-post,postid-1688,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,side_menu_slide_from_right,footer_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive
 

Descubra como fazer prevenção de perdas e danos da sua loja de material de construção

Descubra como fazer prevenção de perdas e danos da sua loja de material de construção

Muitas vezes, as empresas visam apenas ao lucro e deixam de considerar um programa de prevenção de perdas ou danos, principalmente em lojas de material de construção. Porém, caso ocorra algum acidente, haverá gastos imprevistos que não dão nenhum retorno para o negócio.

Por isso, tais tipos de despesas são bastante temidos por quem trabalha no meio empresarial e considerados os culpados por consumir boa parte do valioso lucro. Certamente ninguém quer que isso aconteça, concorda? Então, para evitar tal situação, é necessário tomar medidas de prevenção de perdas, essenciais em qualquer organização.

Interessou-se pelo assunto e quer saber como fazer isso? Não se preocupe. Continue a leitura e informaremos tudo o que você precisa conhecer sobre a prevenção de perdas e danos na sua loja de construção!

Procure saber mais sobre as perdas

Para implementar o programa de prevenção de perdas em lojas de materiais de construção, é fundamental que o responsável pelo serviço tenha total conhecimento sobre os riscos do negócio, processos de organização, fornecedores, produtos, clientes e colaboradores.

Em seguida, será viável implementar o programa alinhado com a estratégia da empresa, os valores, a missão e os riscos. Para tanto, é válido procurar por profissionais que tenham um perfil analítico, cético e resiliente, capazes de incentivar, orientar e direcionar os demais colaboradores da equipe.

Recrute e treine os colaboradores

Nesse caso, é preciso elaborar boas estratégias de contratação, realizar uma avaliação com critério, demorar mais tempo no recrutamento quando necessário, aplicar dinâmicas etc. O objetivo é que não haja uma rotatividade elevada e, consequentemente, uma má qualidade nas demandas.

Além disso, realizar constantes treinamentos com as equipes escolhidas ajuda na conscientização e no entendimento do funcionário sobre como o crescimento da empresa deve ocorrer. Assim, contribui-se para evitar o desperdício do que foi investido no programa de prevenção. Também é válido implementar benefícios e premiações para manter os colaboradores motivados.

Elabore inventários detalhados dos materiais da loja

Existem algumas medidas que também podem ajudar o programa de prevenção de perdas. O inventário, por exemplo, se apresenta como opção primordial para deixar registrada a quantidade de cada produto existente dentro de uma loja e qual tem maior ou menor saída etc. Dessa forma, é possível identificar a origem das perdas.

A sugestão é que o inventário seja realizado periodicamente. Grande parte do mercado costuma usar um prazo anual, mas você pode adotar uma frequência menor para observar com mais cautela aquilo a ser melhorado, além de identificar e corrigir falhas com maior rapidez.

Crie uma área de prevenção de perdas

Mesmo que os motivos para as perdas dos materiais sejam sempre solucionados, geralmente essas falhas voltam a se repetir, portanto é preciso ter ações contínuas e uma permanente vigilância. Diante disso, não criar uma área de prevenção de perdas é um erro que as empresas podem cometer.

De modo geral, tal área vai se responsabilizar por mensurar os indicadores que se referem às perdas e pela instrução dos envolvidos ao enfrentar os problemas associados. Além disso, é ela quem realiza auditorias, sendo capaz de implantar reais medidas em relação àquilo que foi perdido nas empresas.

Para a obtenção de melhores resultados, é importante que alguém seja nomeado ao cargo de Agente de Prevenção de Perdas. Essa pessoa deve trabalhar em cada local onde a empresa atua e lidar com a análise de diversos pontos críticos, a exemplo da validade daquilo que é perecível, da relação com outros setores ou da reposição dos materiais.

Mapeie os processos e identifique pontos de vulnerabilidade

Como você já percebeu, o levantamento dos processos internos e a identificação dos pontos de riscos ou vulnerabilidades na prevenção de perdas são etapas muito importantes para garantir o sucesso do programa. Esses processos incluem o recebimento de mercadorias, a reposição de materiais, o armazenamento dos itens no estoque etc.

Por meio do mapeamento, é possível desenhar todo o fluxo operacional e conhecer as causas do problema ou seus impactos para o negócio. Para isso, deve haver um monitoramento dos números e resultados em determinados períodos.

Assim, você cria um histórico com a evolução dessas estimativas e realiza uma avaliação criteriosa das ações utilizadas no controle. Também é possível detectar qual das estratégias deve ser trocada em casos de perdas elevadas. Desse modo, a empresa consegue identificar as variáveis dos prejuízos e reverter os resultados.

Estabeleça indicadores de monitoramento

Ao identificar as perdas, realizar diagnósticos, implementar práticas mais eficientes e elaborar normas, é preciso saber qual o nível de controle dos programas de prevenção de perdas pós-implantação e se as ações estão sendo satisfatórias.

Nesse caso, os programas implantados para apoiar os processos diários da empresa, otimizar as atividades e garantir mais rapidez na identificação de problemas ou na prevenção de falhas humanas devem utilizar a tecnologia. Um sistema de gestão integrado, como o ERP MicroUniverso,  contribui para uma redução considerável das falhas no processo ao integrar todos os setores e garantir uma troca de informações com mais rapidez e eficácia;

Percebeu a importância de implementar um programa de prevenção de perdas na empresa? Saiba que, muitas vezes, essas falhas ocorrem devido à ausência de uma política interna voltada para a prevenção. Trabalhando-as, é possível estabelecer algumas regras que auxiliam no controle das atividades.

E então, gostou deste post? Aproveite a visita ao blog para seguir nossas redes sociais e receber atualizações sobre os conteúdos postados! Estamos no FacebookLinkedIn e YouTube.