Escolher um bom ERP para lojas de materiais de construção pode promover múltiplos benefícios ao negócio e às suas partes interessadas. Por exemplo, o aumento da velocidade e precisão das tarefas diárias, além da maior transformação digital do estabelecimento.

Entretanto, ainda existem muitas dúvidas ligadas ao tema. Muitos empreendedores não sabem o que, exatamente, considerar na hora de adotar um sistema gerencial. A verdade é que é preciso considerar as características da tecnologia e também do seu fornecedor.

Quer descobrir como aumentar suas chances de acerto na escolha do ERP? Entender o que avaliar, como e quando? Então, continue a leitura que separamos para você. Vamos lá!

Qual a importância do ERP para seu estabelecimento?

A primeira coisa que você precisa entender é que essa é uma decisão importante. Aliás, muito importante. Um ERP opera como uma espécie de “espinha dorsal” da transformação digital do seu negócio, tornando-se o ponto central para a adoção de novas tecnologias.

O termo ERP vem do inglês Enterprise Resource Planning. Consiste em um sistema gerencial aplicado ao planejamento e controle dos recursos (humanos, financeiros e materiais, entre outros) pertencentes ao estabelecimento. Seus benefícios são diversos, por exemplo:

  1. promove mais fluidez aos fluxos de trabalho diários;
  2. reforça o controle dos recursos pertencentes ao negócio;
  3. melhora a comunicação interna empresarial;
  4. facilita o monitoramento de resultados e processos;
  5. automatiza tarefas repetitivas, como exigências fiscais;
  6. aumenta a segurança da informação.

Exatamente por isso, é importante que a loja de materiais de construção conte com um ERP bem desenvolvido, devidamente atualizado e implementado com sucesso. Um sistema ruim pode gerar entraves, afetando as operações diárias e os resultados finais do negócio.

Como escolher um ERP para lojas de materiais de construção?

Escolher um ERP para lojas de materiais de construção demanda pesquisa. É importante considerar três principais coisas: as peculiaridades da sua empresa, afinal, cada negócio é único, a funcionalidade do sistema gerencial e a qualidade do seu fornecedor. A seguir, apresentamos 7 dicas para melhorar seu trabalho e agregar precisão. Acompanhe!

1. Avalie as necessidades do seu estabelecimento

O primeiro passo é olhar para sua empresa. Cada negócio é único. Sua loja de materiais de construção, por exemplo, possui necessidades totalmente diferentes de outras empresas, como prestadoras de serviço. Portanto, o sistema deve atender às suas demandas.

Aqui, considere aspectos como o tamanho do negócio, as principais tarefas diárias, as necessidades em logística e controle de estoque, o número de profissionais que precisão de acesso, a existência de filiais do empreendimento e o orçamento total disponível.

2. Confira as funcionalidades do sistema gerencial

Agora que você conhece as necessidades do negócio, é hora de pesquisar sobre o ERP e conhecer suas funcionalidades. O objetivo é compreender o que o sistema pode fazer pela empresa e quais necessidades ajuda a suprir, de modo que a gestão empresarial seja impulsionada.

Na prática, um ERP conta com múltiplas funcionalidades. Por exemplo, mecanismos para controle do fluxo de caixa, registro do estoque, acompanhamento de remessas, controle da carteira de clientes, processamento de vendas, emissão de notas fiscais e assim por diante.

Para conhecer as funcionalidades, o melhor é contatar o fornecedor do ERP. Explique suas necessidades e pergunte como o sistema pode supri-las. Solicite ainda uma demonstração da tecnologia. Dessa maneira, terá informações completas, precisas e bem explicadas.

3. Pesquise um pouco sobre seu fornecedor

Se o sistema conta com as funções que a loja demanda, ponto positivo. Agora é a hora de considerar outro fator: seu fornecedor. Ao adotar um ERP, você também está iniciando um relacionamento e, eventualmente, precisará de suporte especializado.

Portanto, você não deve pensar no fornecedor apenas como um vendedor, mas como um parceiro de longo prazo. Ele fornecerá suporte para implementar o sistema, orientando sua equipe. Também trabalhará para tirar suas dúvidas, promover melhorias e atualizações.

Na hora de avaliar o fornecedor, considere sua disposição, prestígio e reputação no mercado, assim como sua experiência em atender empresas do seu segmento. Avalie seus principais passos de sucesso e interesse em construir uma relação ganha-ganha.

4. Avalie a relação custo-benefício do ERP

Ao escolher uma nova tecnologia, é comum que alguns gestores deem maior peso ao seu custo. Isso pode ser um erro. Por vezes, pagando um pouco mais, você pode ter acesso a um ERP melhor e mais aderente à loja de materiais de construção. Logo, o melhor é ponderar o custo pelo benefício total promovido pela tecnologia — a famosa análise custo-benefício.

Na prática, uma boa análise custo-benefício exige algum conhecimento das alternativas em potencial. Ou seja, é importante pesquisar diferentes sistemas e seus respectivos custos e entregas, de modo que encontre o que melhor atende a realidade e a necessidade da loja.

5. Considere o suporte na implementação

Já explicamos um pouco da importância do fornecedor e da construção de uma relação ganha-ganha, mas é preciso dar especial atenção à implementação. No começo, é provável que seus funcionários não conheçam a tecnologia e precisem de boas orientações.

O suporte na implementação consiste justamente nas orientações e/ou treinamentos dados à sua força de trabalho, de modo que todos aprendam a operar o sistema e a extrair melhores resultados das suas rotinas. Assim, seus resultados serão muito superiores.

Quais diferenciais o MicroUniverso oferece?

O ERP MicroUniverso é um sistema gerencial altamente maduro, utilizado e recomendado por milhares de usuários. Seus recursos atendem perfeitamente bem o varejo de materiais de construção, gerando mais agilidade e precisão aos fluxos de trabalho.

Entre suas principais funcionalidades estão mecanismos para gestão de vendas, compras, logística, financeiro e fiscal do empreendimento. Assim, o ERP MicroUniverso potencializa o planejamento e o controle dos recursos, fornece uma visão geral da loja e reduz custos não estratégicos. Também inibe desperdícios que promovem prejuízos ao estabelecimento.

Veja, agora você já sabe como escolher um ERP para sua loja de materiais de construção e entende os benefícios de uma boa tecnologia. Lembre-se de considerar as necessidades da sua empresa, as funcionalidades do sistema gerencial e a qualidade do seu fornecedor, que será um parceiro de longo prazo. O ERP MicroUniverso atende bem todos esses quesitos.

Gostou do nosso artigo, certo?! Aproveite para entrar em contato conosco, conhecer mais das nossas soluções e descobrir como adotá-las em seu estabelecimento. Vamos lá!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.