Menu do Site
Copyright MicroUniverso 2017
Lucratividade da empresa: conheça 4 dicas para prosperar
1212
post-template-default,single,single-post,postid-1212,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,side_menu_slide_from_right,footer_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive
 

Conheça agora 4 dicas para aumentar a lucratividade da empresa

Conheça agora 4 dicas para aumentar a lucratividade da empresa

Aumentar a lucratividade da empresa é um dos maiores desafios dos empreendedores e tomadores de decisões. É um trabalho que envolve a gestão eficiente dos recursos, a divulgação adequada dos produtos  e a otimização dos processos da organização.

Pensando nisso, separamos quatro dicas para que você aprimore as operações do seu negócio e aumente os lucros de forma satisfatória. Confira!

1. Faça uma gestão de estoque eficiente

O empresário precisa ter a noção que manter mercadorias em estoque representa um custo para a empresa. É necessário manter o equilíbrio e controle das quantidades, pois a falta de um item em estoque pode atrapalhar e/ou atrasar uma venda e o excesso de mercadorias pode gerar gastos desnecessários para a empresa.

Por isso, é fundamental contar com uma ferramenta de controle de estoque para evitar gastos desnecessários e até mesmo identificar a ocorrência de furtos ou desvios. O mais indicado é utilizar um sistema para essa finalidade, que tenha funcionalidades pertinentes para otimizar o inventário, o estoque mínimo/máximo e o gerenciamento de entradas e saídas.

É importante usar um sistema para fazer o controle dos itens em estoque e manter um registro de todas as informações relevantes das mercadorias, desde o momento em que ela entra no depósito até a sua saída. Os sistemas permitem fazer isso de forma organizada e escalada, portanto, mesmo que você tenha milhares de itens em estoque, você consegue manter controle sobre eles. Para não haver problemas com esse tema, o cadastro do item é importantíssimo. São informações importantes de se ter mapeadas no sistema, dentre estas:

  • nome, descrição, código do produto e unidades de compra e venda;
  • estoque mínimo e estoque máximo;
  • quantidade de entrada, baseada em uma nota fiscal ou arquivo .xml enviado pelo fornecedor;
  • descontos máximos por alçadas;
  • possibilidade de formação do preço de venda;
  • tipos de saídas da loja (caixa, expedição e futura) por item de estoque;
  • saída dos itens apontada por leitores de código de barras;
  • saldo atualizado da quantidade daquele produto em estoque;
  • endereço onde ele fica armazenado dentro do depósito.
  • classificação fiscal de cada item;

2. Invista em ações de marketing

Outra maneira de aumentar a lucratividade é por meio de campanhas que atraiam mais clientes, afinal, são eles que consomem os produtos da sua empresa. Um negócio que não é capaz de atrair novos clientes permanece estagnado, coloca em risco o faturamento saudável e pode ter a continuidade das suas atividades ameaçada.

Sendo assim, procure investir em ações de marketing de acordo com o seu público-alvo e apropriadas aos produtos que você oferece. Por exemplo, pode ser que anúncios em revistas especializadas tenham uma efetividade maior do que propagandas no rádio ou na televisão, que conseguem atingir uma grande quantidade de pessoas, mas nem sempre causando o impacto desejado.

Inclusive, você pode avaliar soluções de marketing digital para atrair clientes por meio de canais online. Entre as táticas mais utilizadas estão:

  • presença em redes sociais, com atualizações constantes e pertinentes aos admiradores da marca e clientes;
  • tenha um site organizado, com as informações da sua empresa e com um catálogo dos itens comercializados;
  • uso de e-mail marketing para enviar mensagens exclusivas para os seus contatos e melhorar o relacionamento com sua base de clientes, mantendo-os mais próximos da sua empresa e influenciando suas decisões de compra.

3. Amplie as vendas

Vale lembrar que uma estratégia completa de atração de clientes não deve envolver apenas as iniciativas de marketing. Para obter resultados superiores, o ideal é integrar os processos de marketing e vendas.

Neste ponto, o gerenciamento de dados eficiente será crucial para fazer avaliações frequentes dos resultados e elaborar ações com maiores chances de sucesso. Não adianta atirar para todos os lados completamente no escuro. Conhecer as preferências de seus consumidores vai ajudar muito nessa tarefa.

Com isso em mente, confira abaixo algumas dicas para conseguir vender mais:

  • mostre o valor de seus produtos — principalmente aquelas mercadorias que não são essenciais; destaque a qualidade, os efeitos a longo prazo ou até mesmo outras vantagens como alta disponibilidade do estoque;
  • treine seus vendedores para que eles sejam cada vez mais educados e polidos;
  • tente vender mais para quem já é seu cliente com promoções de desconto em aniversários, criação de programas de fidelidade e vendas associadas às compras que essa pessoa já faz.

4. Utilize a tecnologia a seu favor

Qual gestor que não tem problemas, não é mesmo? A área de Tecnologia da Informação (TI) também é outro ponto sensível em qualquer empreendimento. Nesse contexto, sistemas integrados para a gestão empresarial podem fazer a total diferença. Existem muitos softwares e empresas prestando esses serviços, mas a dica é procurar uma solução focada no seu negócio.

Uma loja de material para construção vai precisar da otimização do estoque,  gestão de vendas, compras, logística, financeira e fiscal completas. Assim você não perde tempo com esses problemas e tem mais condições de dedicar atenção às estratégias do seu negócio.

Desse modo, procure por um sistema que possa aliviar as tensões específicas do seu tipo de comércio. Com esse programa, você ganha uma visão global de tudo que acontece na loja, de ponta a ponta, o que vai promover a redução dos prejuízos. Isso resulta na geração de uma maior rentabilidade em cada uma de suas operações.

Falando de uma loja de materiais de construção, abaixo, você confere um pequeno apanhado das funcionalidades que um software específico para esse segmento pode oferecer. Veja:

  • coleta e cruzamento de registros de todos os departamentos;
  • acesso rápido a todas as informações em um único banco de dados;
  • arquitetura flexível, com estrutura modular que pode ser ajustada às necessidades peculiares a cada negócio (em outras palavras: há total abertura para implantar processos de acordo com a sua expectativa);
  • controle do estoque;
  • gestão de vendas;
  • gestão da logística;
  • gestão de compras;
  • gestão financeira / controle do crediário;
  • gestão fiscal;
  • gestão contábil;
  • disponibilização de informações gerenciais relevantes para as tomadas de decisões.
  • maior mobilidade e agilidade para os vendedores com a utilização do sistema através de dispositivos móveis, como tablete e smartphone;

Aumentar a lucratividade da empresa, portanto, não é simples, mas também não é impossível. Se você souber colocar em prática medidas essenciais, como as que vimos ao longo do texto, e aproveitar os benefícios que um ERP pode trazer, terá excelentes condições de ver o seu faturamento aumentar e o seu negócio prosperar efetivamente.

Gostou das nossas dicas e tem outras sugestões de como uma empresa pode melhorar os resultados financeiros? Queremos saber as suas impressões sobre o assunto. Deixe o seu comentário!